SEGUIDORES: FAÇA PARTE VOCÊ TAMBÉM!

30/10/2010

Atividade com Crônica (4)

Esta foi mais uma crônica desenvolvida com os alunos da 4ª série. Eles adoraram! Também, quem não se encanta diante da criatividade do autor ao revelar a idade do personagem principal!? Surpreendente até mesmo para os adultos. É uma crônica de Moacir Scliar baseada em uma notícia de jornal.
Tormento não tem idade


- Meu filho, aquele seu amigo, o Jorge, telefonou.
- O que é que ele queria?
- Convidou você para dormir na casa dele, amanhã.
- E o que é que você disse?
- Disse que não sabia, mas que achava que você vai aceitar o convite.
- Fez mal, mamãe. Você sabe que odeio dormir fora de casa.
- Mas, meu filho, o Jorge gosta tanto de você...
- Eu sei que ele gosta de mim. Mas eu não sou obrigado a dormir na casa dele por causa disso, sou?
- Claro que não. Mas...
- Mas o que, mamãe?
- Bem, quem decide é você. Mas, que seria bom você dormir lá, seria.
- Ah, é? E por quê?
- Bem, em primeiro lugar, o Jorge tem um quarto novo de hóspedes e queria estrear com você. Ele disse que é um quarto muito lindo. Tem até tevê a cabo.
- Eu não gosto de tevê.
- O Jorge também disse que queria lhe mostrar uns desenhos que ele fez...
- Não estou interessado nos desenhos do Jorge.
- Bom, mas tem uma cosa...
- O que é mamãe?
- O Jorge tem uma irmã, você sabe. E a irmã do Jorge gosta muito de você. Ela mandou dizer que espera você lá.
- Não quero nada com a irmã do Jorge. É uma chata.
- Você vai fazer uma desfeita para a coitada...
- Não me importa. Assim ela aprende a não ser metida. De mais a mais você sabe que eu gosto da minha cama, do meu quarto. E, depois, teria de fazer uma maleta com pijama, essas coisas...
- Eu faço a maleta para você, meu filho. Eu arrumo suas coisas direitinho, você vai ver.
- Não, mamãe. Não insista, por favor. Você está atormentando com isso. Bem, deixe eu lhe lembrar uma coisa, para terminar com essa discussão: amanhã eu não vou a lugar nenhum. Sabe por que, mamãe?Amanhã é meu aniversário. Você esqueceu?
- Esqueci mesmo. Desculpe, filho.
- Pois é. Amanhã estou fazendo 50 anos. E acho que quem tem 50 anos tem o direito de passar a noite em casa com sua mãe, não é verdade?
(Moacyr Scliar. O imaginário cotidiano. São Paulo. Global, 2001. p. 173-4)
Estudo do Texto
1. Na sua opinião, por que a mãe queria convencer o filho a dormir fora de casa?
2. Para tentar convencer o filho a dormir fora a mãe apresentou várias razões. Liste-as.
3. Se você fosse a mãe ou o pai, que argumentos usaria para convencer seu filho a dormir fora?
4. O que torna a história divertida?
5. O texto teria a mesma graça se o autor fizesse referência a uma criança?
6. Em que momento da história o leitor descobre que o filho vai fazer cinquenta anos?
7. Agora, leia um trecho do texto que serviu de inspiração para o autor Moacir Scliar:

Dormir fora de casa pode ser tormento


A euforia de dormir na casa do amigo é tão comum entre algumas crianças quanto o pavor de outras de passar uma noite longe dos pais. E, ao contrário do que as famílias costumam imaginar, ter medo de dormir fora de casa não tem nada a ver com a idade. Assim como há crianças de três anos que tiram essas situações de letra, há pré-adolescentes que chegam a passar mal só de pensar na idéia de dormir fora, embora tenham vontade.
Os especialistas dizem que esse medo é comum. A diferença é que algumas crianças têm mais dificuldade para lidar com ele. “Para o adulto, dormir fora de casa pode parecer algo muito simples, mas, para a criança, não é, porque ela tem muitos rituais, sua vida é toda organizada, ela precisa sentir que tem controle da situação” explica o psicanalista infantil Bernard Tanis, do Instituto Sedes Sapientiae. Dormir em outra casa significa deparar com outra realidade, outros costumes. “É um desafio para a criança e novas situações geram ansiedade e angústia”., afirma.
(Folha de São Paulo, 30/08/2001)
a) Segundo o texto, são só as crianças que não gostam de dormir fora de casa?
b) Você gosta de dormir fora de casa? Por quê?
c) Na sua opinião, por que algumas pessoas têm medo de dormir fora de casa?
d) Ensaie com um colega um diálogo entre o pai ou a mãe e uma criança pedindo para dormir na casa de um amigo. Os pais não querem deixar... e vocês têm que convencê-los!

Será que este assunto pode virar crônica?

a) Conversar sobre as expressões: "vinte mil dólares", "biopirataria", "mercado internacional" e sobre o tráfico de animais e plantas.
b) A reportagem pode virar uma crônica?
c) Os alunos fazem sua produção de texto baseada no assunto da reportagem.


Um comentário:

Caro visitante,
Deixe seu comentário para que, assim, possamos melhorar este Blog e, consequentemente, levar melhores oportunidades de leitura às nossas crianças.

Related Posts with Thumbnails